“Tudo que pudermos fazer para ter #LulaLivre é pouco”, afirma Moisés Braz em Parambu

146

O deputado estadual e presidente do PT Ceará, Moisés Braz, participou na manhã desta sexta, 20 de abril, da plenária #LulaLivre no município de Parambu, região do Sertão dos Inhamuns.

Ao falar para uma plateia composta por trabalhadores rurais e representantes de associações e das comunidades de Monte Sion, Serra do Meio, Gavião, Miranda, Pau Preto, Serra dos Lopes e Serra do Dipo, Moisés situou os presentes sobre a cronologia do golpe no Brasil até o episódio da prisão de Lula.

Segundo Moisés, depois do golpe que depôs uma presidenta legitimamente eleita, os golpistas liderados por Temer impuseram ao país uma agenda de retrocessos seguidos. “Mas nós tivemos uma pequena vitória num dos ataques mais importantes e perversas do governo golpista, que foi postergar a reforma da Previdência”, recordou.

“Para dar continuidade ao golpe, à direita, através do capital financeiro e dos grandes grupos de comunicação, precisava tirar da corrida quem tinha chance, por isso condenaram Lula sem provas e o estão mantendo preso inclusive violando seus direitos”, explicou Moisés.

Para o presidente do PT-CE, “essa não é somente a prisão do Lula, é a prisão dos movimentos sociais, a prisão das igrejas, dos sindicatos, da vontade popular e principalmente da democracia. Onde se viu os generais se darem ao trabalho de ameaçar ministros do STF?”, questionou.

Na opinião de Moisés, “Lula continuar preso é daqui a pouco o sindicato não poder convocar uma manifestação, pois vão querer sufocar os movimentos e os atos de massa”. Por isso, acrescenta, “por um líder e por um partido que mudou a vida do povo brasileiro, como presidente do PT Ceará, eu quero pedir para vocês não deixarem de fazer mobilização. Tudo que pudermos fazer para ter #LulaLivre é pouco”, concluiu.

Também estiveram presentes o assessor do deputado Guimarães, Vanderlei Bezerra, a presidenta do PT Parambu, Antonia Alves (Dita) e o presidente do Straaf Eliézer Domingos de Oliveira, além de outros diretores da entidade.