Trabalhadores(as) no Ceará vão às ruas no Dia Nacional de Paralisações e Mobilizações

Nenhum comentário

Escrito por: CUT/Ceará.

11/05/2016

Se vão nos golpear, o Ceará vai parar! Neste dia de luta em defesa da democracia, contra o Golpe e em defesa de direitos dos trabalhadores (as), a Frente Brasil Popular Ceará e entidades sindicais e movimentos sociais realizaram três atividades em Fortaleza, uma na Região Metropolitana (Chorozinho), uma no Cariri e uma em Sobral. Os atos aconteceram nesta terça-feira, 10 de maio, integrando o Dia Nacional de Paralisações e Mobilização contra o Golpe e em Defesa de Direitos dos Trabalhadores(as).

As atividades reuniram milhares de pessoas, incluindo desde o fechamento de rodovias federais e estaduais, atos de rua e paralisação de algumas categorias. Foram mobilizados agricultores familiares, professores, comerciários, bancários, metalúrgicos, servidores públicos municipais, estaduais e federais.

O CENTRO PAROU CONTRA O GOLPE

CENTRO01

Em defesa da Democracia, dos direitos da classe trabalhadora e contra o Golpe, trabalhadores(as) de várias categorias foram às ruas, com fortes mobilizações e conseguiram parar o Centro comercial e bancário de Fortaleza, coração da Capital cearense.

RURAIS PROTESTAM NAS RODOVIAS

MABdia10

Os rurais, coordenados pela CUT, MST , Fetraece e Movimento dos Atingidos por Barragens – MAB , fecharam oito pontos das rodovias do Estado, tais como BR 116 e estradas estaduais, nos municípios de Chorozinho, Quixeramobim, Tamboril, Icó, Canindé, Russas, Limoeiro do Norte e Aracati.

MUNICIPAIS E ESTADUAIS NA LUTA

Municipais01

Os servidores públicos municipais e estaduais ocuparam o cruzamento das Avenidas Pontes Vieira e Desembargador Moreira, no Dionisio Torres, para denunciar o golpe contra a democracia e às principais conquistas dos trabalhadores. O ato nesta terça-feira, 10 de maio, na Capital cearense, integrou o Dia Nacional de Paralisações e Mobilização contra o Golpe e em Defesa de Direitos dos Trabalhadores brasileiros, ameaçados por Michel Termer.

FEDERAIS CONTRA O GOLPE

Servidoresederaisdia10

Servidores públicos federais, trabalhadores da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, que fazem 48 horas de paralisação por atendimento da pauta de sua Campanha Salarial, também integraram o Dia Nacional de Paralisações e Mobilização contra o Golpe e em Defesa de Direitos dos Trabalhadores(as), nesta terça, dia 10 de maio.

, , , , ,

Assine nossa Newsletter

Conecte-se

Menu