Plenária político-sindical reúne lideranças em Solonópole

Nenhum comentário

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Solonópole, presidido por Edvaldo Campelo, promoveu na manhã desta sexta-feira (23/8), grande plenária político-sindical no município. O encontro reuniu dezenas de sindicalistas e lideranças de esquerda de Solonópole e de cidades vizinhas. Organização sindical e partidária, críticas ao governo Bolsonaro e gritos pela liberdade de Lula pautaram a atividade.

  “É necessário e urgente compreender nosso papel no processo de construção política”, responsabiliza o deputado estadual Moisés Braz o movimento sindical rural. O parlamentar ressalta que a mobilização de sua base o elegeu deputado, garantindo uma representação legítima da categoria em defesa dos interesses da classe trabalhadora, em especial a do campo.

Para o presidente da Fetraece Raimundo Martins, a atuação de Moisés Braz no Parlamento estadual tem sido importante na elaboração e aprovação leis que beneficiam a Agricultura Familiar cearense. Raimundo cita o conjunto de iniciativas do deputado que regulamentam a venda e comercialização da produção do homem e mulher do campo. Na contramão de políticas que atendem os rurais, a liderança sindical fez duras críticas ao governo Bolsonaro por ações prejudiciais ao trabalhadores do campo. 

Ao analisar o cenário político nacional, o deputado federal José Guimarães (PT) destacou que é absurdo o despreparo de Bolsonaro. O parlamentar pontua que temos vivido constantes retrocessos, numa desconstrução de políticas importantes nas áreas de Educação, Saúde, Meio ambiente, Previdência, Agricultura Familiar. “É imprevisível o que vai acontecer nos próximos três anos”, alerta.

“Nós estamos sendo governados por um incendiário, literalmente, prova disso é o que estão fazendo com a Amazônia. O mundo está preocupado com a situação ambiental no Brasil. O desmatamento e as queimadas só evidenciam que nosso país é incapaz de cuidar dos seus recursos naturais”, ressalta o presidente do PT Ceará Antonio Filho (Cony).

Segundo o petista, a alternativa para o Brasil é a retomada da esquerda à presidência liderada pelo PT. Para ele, não há outro caminho “senão o da luta e enfrentamento ao atual governo”. Para Guimarães, o sigla deve estar unida e forte para as próximas eleições municipais. “Está na hora de voltar a dialogar e apresentar uma alternativa de país para o povo”, destaca.

Também estiveram presentes lideranças sindicais e políticas dos municípios de Senador Pompeu, Milhã, Dep. Irapuan Pinheiro, Piquet Carneiro, Orós e Acopiara.

,

Assine nossa Newsletter

Conecte-se

Menu