Moisés Braz: PT aposta em Lula e reeleição de Camilo é prioridade no Ceará

125

Em pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa na manhã desta quarta, 13 de junho, o deputado estadual e presidente do PT, Moisés Braz, afirmou que a diretriz do Partido dos Trabalhadores para as eleições de outubro é apostar na candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva a presidente da República. O parlamentar assegurou ainda que o governador Camilo Santana não terá qualquer dificuldade em obter a legenda para sua candidatura à reeleição, tendo em vista ela ser prioridade da sigla no Estado.

O deputado contestou abordagem do caderno de Política do jornal Diário do Nordeste, que veiculou matéria a intitulada “Governador tem apoio para votar no nome do PDT”. Segundo Moisés, o título e a manchete não condizem com o teor da matéria escrita pelo repórter que o entrevistou. “A matéria foi fiel ao que eu disse mas o título não procede, a informação não é verdadeira. Eu não disse que o Camilo está livre para apoiar qualquer outra candidatura”.

Assista à integra do pronunciamento:

 

De acordo com o presidente o PT tem a posição clara de manter resolução do Diretório Nacional, que é manter a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva. “Vamos até o último momento resistindo e insistindo para que Lula possa ser candidato a fim de retomar políticas públicas e que o povo possa continuar sonhando com uma vida melhor”, disse.

Moisés reiterou que, em âmbito estadual, “a nossa posição é a apoiar o Camilo como pré-candidato à reeleição. Quanto a se o Camilo vai ficar livre, se vai apoiar outro candidato, quem vai definir é o encontro de tática eleitoral. Queremos é que ele seja nosso candidato ao governo e forme o palanque do PT e do Lula no Ceará. Quero deixar isso claro para que não reste nenhuma dúvida”, reforçou.

Moisés revelou que em audiência com parlamentares da sigla no Estado há poucos dias, o governador manifestou preocupação com um eventual possibilidade de isolamento do partido no xadrez das composições políticas. “O governador disse que o PT não pode cair no isolamento, e nós não queremos isso. Temos de construir uma frente nacional das esquerdas no Brasil e no Ceará, para que possamos ter uma candidatura forte e que dialogue com todo mundo, e dessa forma tenha capacidade de resistência para ganhar em nível nacional se Lula conseguir o registro. Mas o governador também disse que SE, POR ACASO a Justiça não conceder registro ao Lula, o nome com que ele acha que se deve abrir diálogo é o de Ciro Gomes. Esse foi o debate, mas isso vai para o encontro de tática eleitoral, o partido é quem vai definir”, explicou Moisés Braz, ao rebater as insinuações contidas no título da matéria. “Quem diz que o Camilo está livre para apoiar o Ciro são os mesmos que diziam que o Camilo iria sair do PT no começo de 2015. E ele está até hoje no PT”.