Ibope/CNI: Lula continua líder com 33% da preferência do povo

164
(Foto: Ricardo Stuckert)

O ex-presidente Lula segue como o candidato preferencial do povo brasileiro à Presidência da República. Preso político, perseguido pela imprensa, o que Lula representa para o Brasil não pode ser apagado. E novamente a pesquisa Ibope confirma o que todas as outras pesquisas trazem há mais de um ano: Lula é o líder no coração do povo e seria eleito ainda no primeiro turno!

O levantamento feito a pedido da Confederação Nacional das Indústrias (CNI) mostra que Lula tem 33% das intenções de voto, mais que o dobro do segundo colocado, o candidato da ultra direita que tem 15%. Marina Silva aparece com 7% seguida de Ciro Gomes com 4%. O candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, fica com 4%. Os números são referentes à estimulada, com margem de erros de 2%.

Na espontânea Lula também lidera e aparece com 21% das intenções de voto. A despeito daqueles que querem imputar na sociedade a falsa ideia de que ele não pode ser candidato e tentam tirá-lo das pesquisas, o povo o apresenta como seu candidato preferencial. Na espontânea ele parece com dez pontos percentuais a frente do candidato da ultra direita. Os outros candidatos aparecem com 2% e 1%.

Povo quer Lula! Sem ele brancos e nulos crescem

Sem o candidato do povo no páreo – que será registrado no dia 15 de agosto, a despeito da oposição – brancos e nulos chegam a 33% e outros 8% não sabem em quem votar. Em segundo lugar fica o candidato da ultra direito com 17% e Marina Silva com 13%.

Lula pode e será candidato pois legalmente ele tem esse direito, uma vez que a Lei da Ficha Limpa permite. Juristas de todo o país, incluindo o subprocurador-geral da República, Nicolao Dino, já atestaram a legalidade de sua candidatura. “Até o momento a possibilidade de pedido de registro da candidatura do ex-presidente Lula é garantida”, afirmou o subprocurador em evento realizado este mês em Curitiba.

O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral com o número 02265/2018 e o instituto foi a campo entre os dias 21 e 24 de junho em 128 municípios.

Da Redação da Agência PT de Notícias