Baturité: comunidade de Sítio Bom Futuro recebe trator do Projeto São José

69

A Associação dos Agricultores da Fazenda Renascer, situada na Fazenda Poço da Pedra, Sítio Bom Futuro, zona rural de Baturité, recebeu nesta quarta, 6 de junho a chave de um trator do projeto de mecanização agrícola do Projeto São José III.

A presidente da associação, Maria Eridan Vieira Matias, recebeu as chaves do implemento agrícola na solenidade da qual participaram o secretário chefe da Casa Civil do Governo do Estado, Nelson Martins, e o diretor financeiro da Ematerce, Inácio Mariano. Na ocasião, nove municípios cearenses recebem tratores pelo Projeto São José III.

Foram mais 14 tratores do projeto de mecanização agrícola do Projeto São José III. As entregas ocorreram nos municípios de Barreira, no Ginásio Aquino Moura, e de Ocara, em frente à Prefeitura Municipal, contando a presença de prefeitos, deputados estaduais, vereadores e secretários municipais.

Essa foi a quarta entrega do Projeto São José.  A primeira ocorreu no município de Campos Sales e atendeu a 21 comunidades rurais do Cariri Oeste. A segunda e a terceira atenderam, respectivamente, Groaíras (1 trator), e as regiões do Sertão Central e do Alto Vale do Jaguaribe, com a entrega de 14 tratores aos municípios de Deputado Irapuan Pinheiro, Itatira, Jaguaribe, Jaguaruana, Morada Nova, Pedra Branca, Quixadá, Quixeramobim e Tabuleiro do Norte.

“Eu vou completar 55 anos no dia 22 de junho e esse trator é quase um presente para nós da comunidade.”, relata o presidente da Associação Comunitária Bola de Cima, Silveira Ferreira da Cruz. “Eu acredito que um trator desse chegando na comunidade só vai fazer crescer, porque ela já é um pouco grande e vai crescer (ainda) mais”. “Vai ser um sucesso: (chegando) um trator desse é como uma pessoa que tinha uma perna só e, com ele, conserta a outra”, afiança.

Desenvolvimento agrário

Representando o secretário do Desenvolvimento, o diretor financeiro da Ematerce, Inácio Mariano, lembrou a missão com a qual criada a Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) e o período em que Camilo Santana ocupou a titularidade da pasta, entre 2007 e 2010.

“O governador adquiriu 180 máquinas distribuídas nos mais diversos municípios do Estado do Ceará. A região do Maciço do Baturité foi agraciada com seis desses tratores e, com certeza, (eles) irão contribuir com o desenvolvimento, as ações e os projetos voltados à agricultura familiar”, pontuou durante a entrega dos equipamentos para os municípios de Acarape, Barreira, Baturité, Maranguape e Redenção.

Visão estratégica

Em seu discurso, o secretário chefe da Casa Civil, Nelson Martins, destacou a continuidade dos investimentos do Governo do Ceará na área da agricultura familiar. “Todas essas políticas foram criadas na época do governador Cid Gomes e o (atual) governador Camilo era secretário do Desenvolvimento Agrário. Se tem uma equipe competente, preparada e comprometida é a equipe da SDA. Ali é um pessoal de primeira qualidade”, elogiou o trabalho realizado pela pasta.

“E o que me deixa mais feliz é que nós temos garantido R$ 2 bilhões para continuarmos fazendo trabalho da SDA e da Secretaria de Recursos Hídricos. São US$ 110 milhões pelo Projeto Paulo Freire (quase R$ 400 milhões) para (a implementação) de projetos produtivos. Esse Projeto abrangia 31 municípios e, agora, o governador ampliou para 64 municípios (o raio de atuação do Paulo Freire)”, explicou. “Pelo programa Água Para Todos, já implantamos 530 sistemas de abastecimento d´água e temos (ainda) 300 em execução para concluir e, agora estamos fazendo grande para conseguir mais R$ 144 milhões para continuarmos com o Água Para Todos”.

“Temos também o (Projeto) São José, que tem hoje US$ 150 milhões (aproximadamente R$ 600 milhões), e a nossa equipe está hoje em Brasília para tratar de como ele será aplicado. Então, os nossos municípios podem preparar projetos produtivos e de abastecimento d´água que tem dinheiro para aplicar”

Quando setembro chegar

“E nós temos também dois projetos na área de Recursos Hídricos: 50 milhões de euros para manter todos esses sistemas de abastecimento d´água através do Sisar, ligado a Cagece, e, poucos dias atrás,  aprovamos um empréstimo junto ao Banco Mundial de US$ 250 milhões para um projeto que será uma marca na História do Ceará: o Projeto Malha d´Água”, citou projeto com custo previsto de R$ 5 bilhões e com a primeira etapa, no valor de R$ 1 bilhão, já garantida.

“Vocês sabem que a Transposição do São Francisco, se Deus quiser, e estamos muito confiantes nisso, até o final de agosto e início de setembro as águas chegam ao Estado do Ceará. Essa água chegando aqui você vai poder colocar em nossos grandes reservatórios e, a partir dali, terá uma rede adutoras (encanamento fechado) para distribuir essa água e a ideia é que a primeira região a ser atendida será o sertão central: vai pegar a região do Banabuiú, Quixadá, Quixeramobim, dentre outros municípios”, concluiu.

Com informações da Assessoria de Comunicação Secretaria do Desenvolvimento Agrário