Parlamentares defendem mais espaço para as mulheres na política

Nenhum comentário

Em solenidade para celebrar o Dia Internacional da Mulher, realizada na manhã desta segunda-feira (09/03), no Plenário 13 de Maio da Assembleia Legislativa, parlamentares defenderam maior participação da mulher na política. O deputado Moisés Braz (PT) esteve presente à solenidade. Em entrevista, o parlamentar afirmou que a luta pela plena efetivação dos direitos das mulheres deve ser reforçada pelo conjunto da sociedade brasileira. “Ainda há muita violência nos lares brasileiros, a mulher ainda ganha menos que o homem, esses são pontos que ainda necessitam de um debate mais amplo”, pontuou, o deputado, ao defender que as mulheres ocupem maior espaço na política como forma de afirmação.

A vice-governadora do Estado, Izolda Cela, destacou que, entre os tantos problemas que o País enfrenta, acrescentam-se as dificuldades particulares das mulheres. “Em função de sua condição feminina, elas ainda sofrem com preconceitos e tipos de opressão que acontecem por distorções culturais”, salientou a vice-governadora.

Izolda Cela pontuou ainda que o governador Camilo Santana “está muito antenado com esta agenda, prometendo um bom nível de diálogo e articulação para atender as maiores necessidades do movimento feminino”.

A deputada Augusta Brito (PCdoB), uma das requerentes do evento, destacou a luta feminina por maior igualdade de remuneração e de representação política como uma das bandeiras a ser defendida pelo Parlamento. “O Brasil será tanto mais humano e civilizado quando a liberdade e a autonomia das mulheres crescerem. E crescer em todas as áreas, inclusive na política”, ressaltou a parlamentar.

Para o deputado Professor Teodoro (PSD), houve avanços nas conquistas das mulheres nas últimas décadas, mas ainda estão distantes do ideal. “Com relação à participação da mulher na política, por exemplo, embora haja uma atuação qualitativa nos parlamentos, ainda há uma desproporção em relação à representação masculina”, avaliou.

Já o deputado Elmano Freitas (PT) defendeu a convocação de uma Constituinte exclusiva para discutir a reforma política que, entre outros pontos, deveria garantir que metade das vagas nos parlamentos do País fosse ocupada por mulheres. “Queremos que os parlamentos brasileiros tenham a cara do povo brasileiro. Que tenham homens, mas que tenham principalmente mulheres, que são a maioria do nosso povo”, afirmou o deputado.

A deputada Fernanda Pessoa (PR) exaltou a homenagem anual prestada às mulheres na Casa, considerando-as como “símbolos de resistência e luta em defesa da vida”. Ela também salientou “a importância da data como estímulo à reflexão do papel da mulher na sociedade e sua participação na vida política”. O deputado Renato Roseno (Psol) lembrou que a data “é um dia de reafirmar como a sociedade ainda é machista e desigual com as mulheres”.

Já a deputada Dra. Silvana (PMDB) reafirmou a luta contra a legalização do aborto. “Como representante das mulheres cristãs deste Estado, tenho a minha fé e sou radicalmente contra o aborto. Sou uma voz nesta Casa de quem não concorda e luta até as últimas consequências para que isso jamais seja legalizado”, disse.

Durante o evento, foram homenageadas com a entrega de placas comemorativas a vice-diretora da Escola Nacional da Magistratura Trabalhista, Kátia Magalhães Arruda; a presidente da Associação dos Fiscais do Município de Fortaleza, Ana Lúcia Oliveira Viana; a supervisora da Escola Municipal Budalone Zanstre Brandão, do município de São Benedito, Gonçala Edilene de Paula Brito; a advogada dos direitos humanos e militante do movimento feminista e LGBT, Luanna Marley de Oliveira e Silva; a cofundadora do Movimento Sem Terra no Ceará, Maria Paz Pereira; a fundadora da Casa de Retiro Irmã Yolanda – Projeto Social de Artes com Mulheres, Yolanda Ferreira Dias; a delegada titular da Delegacia da Mulher de Sobral, Penélope Malveira Góes; a ex- deputada Eliane Novais; a diretora do Instituto Penal Aury Moura Costa, Analupi Sousa; a ex- presidente da Associação dos Catadores o Jangurussu,Maria Iracir Teixeira; a Professora Norma Maria Soares ( in Memoriam); a presidente da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica, desembargadora Sérgia Maria Mendonça Miranda; a primeira dama de Maracanaú, Kamile Lima de Freitas Camurça; a delegada da Delegacia de Combate à Exploração de Crianças, Ivana Maria Timbó Pinto; e a radialista Maria do Socorro Marques Viana.

Também estiveram presentes na solenidade o deputado Joaquim Noronha (PP); a deputada federal Gorete Pereira (PR/CE); o representante da 10ª Região Militar, coronel José Bezerra de Menezes Neto, dentre outras autoridades.

Assine nossa Newsletter

Conecte-se

Menu