Encontro da Unicafes-CE: Moisés e Guimarães defendem fortalecimento do cooperativismo

225

“O objetivo da cooperativa não é só organizar os produtores e a produção, mas sim comercializar e distribuir renda”, afirmou o deputado estadual Moisés Braz (PT) ao participar, na manhã desta quinta-feira (20/7), de encontro das cooperativas filiadas à União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária do Estado do Ceará (Unicafes-CE). A reunião, ocorrida no auditório da Fetraece, discutiu junto a parlamentares cearenses projetos para o fortalecimento e desenvolvimento do cooperativismo solidário no estado.

O parlamentar destacou Projetos de Indicação de sua autoria direcionados ao cooperativismo cearense. Entre eles, os que instituem a Política Estadual de Fomento ao Cooperativismo (de nº 39/15), a Política Estadual de Fortalecimento da Agroindústria Familiar no Estado do Ceará (nº 40/15) e a Política e o Programa Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural para a Agricultura Familiar e Reforma Agrária (nº 50/15). As matérias foram aprovados pela Assembleia Legislativa e enviadas como sugestão ao Governador Camilo Santana.

IMG_0978

Segundo Moisés Braz, que já participou de diversas reuniões da Unicafes-CE, esses projetos foram elaborados tomando por base os apontamentos das cooperativas. “Só fui o porta-voz de vocês”, afirmou. Para o deputado, é necessário pressão por parte cooperativas tanto para o Governo do Estado enviar as mensagens à Assembleia quanto para os deputados aprovarem as matérias de interesse do cooperativismo. “Que seja o mais rápido possível”, pontua.

O parlamentar fez ainda uma breve análise da conjuntura política estadual e apresentou prioridades do Partido dos Trabalhadores no Ceará. “Fortalecer as bancadas federal e estadual, além de reeleger o Camilo”, afirmou. O deputado federal José Guimarães (PT), também presente ao encontro, falou sobre quadro político nacional. Ele pontuou o enfraquecimento das políticas sociais implantadas nos governos petistas. “Os programas de transferência de renda não estão funcionando e, segundo as Nações Unidas, o Brasil voltou para o mapa da fome”, destacou.

20246195_1732796830093665_858802081799656466_n

Ao falar sobre a realidade das cooperativas cearenses, José Guimarães afirmou não haver, tanto em nível nacional quanto estadual, uma política direcionada para o setor. “Não se justifica a gente não ter uma coordenadoria ou uma célula do cooperativismo na SDA [Secretaria de Desenvolvimento Agrário do Ceará]. É preciso que haja articulação”, afirmou o parlamentar ao concluir que “está na hora de pressionarmos para termos esse espaço”.

“O comércio é cruel e impiedoso”, afirmou a presidenta da Unicafes-CE, Dorotéia Marques. Ela defendeu a necessidade de os pequenos produtores competirem em pé de igualdade com os grandes. Para isso, é necessária a implantação de políticas direcionadas ao setor. Para Dorotéia, a atual conjuntura política “deixa complicada a situação das cooperativas”. Mesmo diante do cenário ela afirma: “ainda acredito que o caminho é a política”.

O presidente da Fetraece Luiz Carlos Lima também esteve presente no encontro, do qual participaram mais de vinte cooperativas de diferentes municípios do Ceará filiadas à Unicafes-CE.

 

IMG_0975

 

UNICAFES-CE

A União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária do Estado do Ceará – Unicafes-CE é uma pessoa jurídica de direito privado, não possui fins econômicos e é organizada na forma de associação. Fundada em outubro de 2010, representa as cooperativas da agricultura familiar e economia solidária no estado do Ceará. A entidade tem como objetivo ser um instrumento para agricultores e agricultoras familiares, visando o desenvolvimento sustentável nas ações de apoio para suas filiadas.