Hora de Plantar e Garantia Safra são lançados nesta quinta (18/1) em Morada Nova

184

O governador Camilo Santana lança nesta quinta-feira (18/1) os projetos Hora de Plantar e Garantia Safra. A solenidade, marcada para acontecer às 9hs, reúne prefeitos, secretários municipais e agricultores familiares de todas regiões do Estado na Praça da Igreja Matriz em Morada Nova. Em sua 31ª edição, o projeto de distribuição de sementes e mudas entregará nas mãos dos agricultores 3.030 toneladas de sementes, 6,5 milhões de raquetes de palma forrageira, 400 mil mudas de cajueiro anão precoce, 170 mil mudas de essências florestais nativas, exóticas e nativas e 5 mil m3 de maniva de mandioca. Na cerimônia também serão assinados os 180 termos de adesão do Garantia-Safra 2017-2018.

A ação conta com investimento do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop), no valor total de R$ 17,2 milhões e beneficia 150.639 mil agricultores familiares em 182 municípios cearenses, ficando de fora apenas Fortaleza e Eusébio, que não dispõem de zona rural. As sementes já se encontram nos 11 armazéns regionais, para serem distribuídas aos escritórios locais da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Ceará (Ematerce).

A entrega segue a probabilidade de chuvas e acontece em fevereiro na Ibiapaba, Sertão Central, Sertões de Canindé, Baixo Jaguaribe, Maciço de Baturité, Metropolitana e Norte. A distribuição foi concluída na semana passada na região do Cariri e nesta semana serão realizadas as entregas no Centro Sul e sertões dos Inhamuns/ Crateús.

As sementes disponibilizadas obedecem um criterioso controle de lotes, observando germinação, pureza e infestação. “É uma expectativa grande porque os produtores vão receber uma semente de qualidade superior antes mesmo do período chuvoso (por volta da metade do mês de fevereiro em Morada Nova) e um por um preço subsidiado, que é muito inferior ao que é praticado pelo mercado”, descreve o gerente regional da Ematerce, Benício Diógenes.

Um dos destaques de 2018 é a distribuição de mudas frutíferas (acerola, cajá, umbu cajá, goiaba e manga), pontua a coordenadora do Hora de Plantar, Neyara Lage. Essa é primeira vez em que são ofertadas esses tipos de mudas, fato que decorreu a partir da demanda crescente dos agricultores. “É uma experiência piloto que estamos realizando e a expectativa é que possamos dar continuidade nas próximas edições”, justifica.

O Hora de Plantar conta com o apoio da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Ceará e do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra.

Garantia-Safra

Na mesma cerimônia em que, simbolicamente, os agricultores familiares de todo Ceará recebem as sementes, mudas, raquetes e manivas do Hora de Plantar, serão assinados os 180 termos de adesão do Garantia-Safra com prefeitos de todo Estado. Nesta edição, o Ceará ofertou 350 mil vagas para agricultores familiares, estando 227.051 agricultores inscritos no programa do governo federal. O seguro dispõe de R$ 850 para cada agricultor selecionado que tiver comprovada perda de safra igual ou superior a 50%.

Sobre o valor investido pelo Governo do Ceará no programa e o número de beneficiados em 2018, o coordenador de Crédito Fundiário e Políticas Afins da SDA, Arimatea Gonçalves, observa que o balanço definitivo só deve estar disponível a partir da quarta semana do mês corrente. “Até o dia 19, a Sead (a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário, da Casa Civil da Presidência da República) ainda emite os boletos a serem pagos pelos agricultores selecionados. O que podemos antecipar é que já estão 227.060 agricultores já foram eleitos e outros 10 municípios aguardam a emissão da guia de pagamento”, justifica.

No ano passado, o Ceará também ofertou 350 mil vagas para agricultores familiares, sendo que 231.225 agricultores foram cadastrados pelo programa. Os investimentos para a safra 2016/2017 foram de R$ 117.924.750,00, sendo R$ 11.792.475 dos municípios, R$ 23.584.950,00 do Governo do Ceará, R$ 78.616.500,00 do Governo Federal e R$ 3.930.825,00 dos agricultores

Fonte: SDA