4ª Plenária Zé Pereira reafirma luta do movimento sindical rural

Nenhum comentário

O deputado estadual Moisés Braz (PT) participou, na noite desta terça, 29 de março, no Hotel Parque das Fontes, em Beberibe, na região do Litoral Leste, da abertura da 4ª Plenária Estadual dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Ceará. Batizado com o nome de “Plenária Zé Pereira” em homenagem ao grande líder sindical falecido em 2013, o evento vai até dia 31 e conta com a participação de 450 lideranças do movimento sindical de 130 municípios das oito regiões de atuação da Federação.

A 4ª Plenária é momento de reflexão e debate sobre a implementação do Projeto Alternativo de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (PADRSS) no Estado do Ceará no período 2014/2016. Os delegados presentes na plenária refletirão sobre o MSTTR a partir de quatro eixos de atuação da Fetraece, quando reavaliam as estratégias adotadas para o fortalecimento da Agricultura Familiar e das entidades organizadas no Sistema Contag/Fetags/STTRs. A Plenária Zé Pereira vai atualizar os planos de lutas que orientarão a construção da Política Sindical do MSTTR no Ceará para 2016 e 2017.

4ª Plenária Zé Pereira - FetraeceNa abertura dos trabalhos, o presidente da Fetraece, Luiz Carlos Ribeiro de Lima lembrou a importância de Zé Pereira para a construção do movimento sindical de trabalhadores e trabalhadoras rurais (MSTTR) cearense. Zé Pereira foi homenageado na pessoa de seu filho, Antônio Pereira Andrade. “Temos grandes desafios, e entre eles está não retroceder em direitos em nome de uma burguesia que quer dar um golpe e tomar conquistas que a duras penas conseguimos. Temos muito a conquistar ainda, como por exemplo uma reforma da Previdência no formato que desejamos”, afirmou o presidente, para quem a luta dos trabalhadores e trabalhadoras rurais está mais viva que nunca. Nesse contento, acrescentou, “temos que eleger vereadores prefeitos e vice, fazer os nossos sindicatos mais organizados e fortalecidos e ter uma Fetraece cada vez mais forte”, pontuou.

A mesa de abertura da 4ª Plenária contou também com a participação da secretária de Mulheres da Fetraece, Rosângela Moura, do presidente da CUT-CE, Wil Pereira, do secretário de Políticas Sociais da Contag, José Wilson Gonçalves, do superintendente do Incra-CE, Roberto Gomes, do diretor da Cooperativa de Prestação de Serviços e Assistência Técnica (Copasat) Ceará, Túlio Coêlho, do gerente executivo da superintendência do BNB no Ceará, Franzé Silveira, do superintendente da Conab-CE, Agenor Pereira, da coordenadora regional Nordeste da Contag, Joana Almeida, dos representantes da Cooperbio, Antônio José, e do Cealtru, Wilson Júnior e da presidenta da Fetamce, Enedina Soares, da representante da ASA e do Cetra, Cristina Nascimento e do representante da Fetag do Piauí, Joaquim de Sousa Santos.

29
Moisés Braz homenageou Zé Pereira em seu discurso. “Pouco antes de ele ser chamado ao convívio de Deus, o Pereira me disse que não tinha dúvida de que seríamos eleitos com a força dos trabalhadores rurais cearenses. E me pediu apenas uma coisa: que eu nunca me afastasse do compromisso de lutar pelos direitos dos irmãos e irmãs homens e mulheres do campo”, contou.

O deputado afirmou que o movimento sindical não pode se acomodar frente ao quadro político do país. “Muitas vezes os dirigentes dos sindicatos ficam acomodados e não querem ir à rua fazer a defesa dos governos Lula e Dilma, dos projetos e dos direitos previdenciários. Está na hora de levantar da cadeira e ir fazer a disputa da luta de classes na rua. Não temos o que escolher. Agora, ou você é governo ou é contra. Ou faz a defesa da Dilma ou está ao lado da direita. Dirigentes sindicais tem que fazer a defesa do governo da presidenta Dilma e da democracia”, exortou.

, , ,

Assine nossa Newsletter

Conecte-se

Menu